Livros da Moça

Mais Maddox: ‘Bela Redenção’, da Jamie McGuire

beautiful.redemption.cover

Para falar a verdade, nem sei se lançou aqui no Brasil. E já aviso: TEM SPOILERS DE BELA DISTRAÇÃO E BELO DISASTRE!!! Se não leu nenhum dos dois livros, TA XERETANDO O QUE AQUI?

TEM-SPOILER-PORRA

SABIA que ia conseguir usar esse gif um dia. Roubei do Conversa Cult.

Se fosse ama os meninos Maddox e leu os supracitados livros, continue a ler a minha resenha. Fiz com amor e carinho <3.

O nome já diz, e Jamie consegue se redimir nesta trama. Se encaixando com as pontas soltas das novelas de Travis e Abby, além do grande incêndio que vemos no primeiro livro e volta a ser mencionado com Trenton, vemos o lado adulto dos Maddox.

Saímos da faculdade e vamos para a Califórnia, onde vemos porque T.J. é (meio que) um FDP com Cami no livro anterior. Thomas James Maddox trabalha para o FBI e como sempre botou ordem no caos que deve ter sido Maison Maddox enquanto os meninos cresciam após a morte de Diane. Ele se sente culpado por entrar um trabalho que põe em risco em sua vida (e foi proibido na família) e por trair Trenton no livro anterior. Ele sabia que o irmão amava Cami, mas mesmo assim correu atrás dela e não largou o osso de jeito nenhum.

Liis é uma agente super phoda que saiu de Chicago por causa do ex-noivo. Querendo mais e mais, ela não tem que dar maiores satisfações a ninguém. O que leva que ela cometa um erro em sua primeira noite na cidade nova e dorme com seu vizinho (que lógico que já dá para ter uma noção de quem é). Seu vizinho é seu chefe cabeça quente, rude, competente e deprimido por ter sido chutado pela ex. O jogo de gato e rato fica por algumas páginas, mas nada que nós já não esperamos.

A história só começa de verdade quando a chefia quer acabar com a máfia que acontece em Las Vegas e que conhecemos no primeiro livro. Thomas sabe que vai dar ruim para Travis graças ao incêndio e pensa em colocá-lo como agente duplo para salvar a sua pele. Taí a ligação com Belo Casamento, se não me engano.

Travis e Abby vão renovar os votos com toda a família e Thomas e Liis vão “disfarçados” de casal para recrutar Travis para o FBI.

Sei que não fui a única a ODIAR Thomas durante o livro anterior, Cami ainda é chata, mas se supera nesse. Travis é o único fiel a sua natureza dramática e senti falta disso. Liis é a cara nova que conhecemos e nossa mocinha clichê, mas nem por isso ruim. O nome dela me irritou, fiquei querendo tirar esse ‘i’ a mais o livro todo.

Mas no geral gostei da leitura. Melhor que o anterior, ‘Redenção’ acrescenta mais um irmão Maddox na mistura que já sabemos que é sucesso. Thomas e Liis são mais reais, resolvendo problemas diferentes dos adolescentes inconsequentes (Trav e Abby) ou dos jovens divididos entre tudo (Trent e Cami).

Os erros de ambos foram bem bobos, entretanto, o de Liis rendeu uma cena que gostei bastante envolvendo um porta retrato. Não defendendo Thomas, mas TOMA Liis. Uma coisa que me irritou MUITO foi como Thomas não largava Cami e como ela quis ser boa de repente com Liis. Minha filha, ninguém te chamou!

Achei legal ela parar de dar um passado trágico para as mocinhas. Liis vem de um lar estável com pais estrangeiros (japonesa e irlandês) e muito amor. Casada com o trabalho e fugindo de uma relação que não tinha mais para onde ir, a persona dela é fácil de pensar e quem sabe até conhecemos alguém nesse mesmo caminho por aí.

QUE VENHA O PRÓXIMO IRMÃO!

Classificação: Quatro dia na academia com Thomas durante o horário de almoço (Para vocês verem como subiu o padrão do livro, minha gente. Até quero ir malhar depois desse.)

AVISOS: 1 – O próximo livro já tem nome e irmão-protagonista, um dos gêmeos, o Taylor (criatividade a mil pros nomes…), que estrelará “Beautiful Sacrifice”. Não consegui descobrir se já saiu ou não nos EUA; 2 – Shepley e America vão ganhar seu próprio livro, “Something Beautiful”, mas só ano que vem; 3 – Papa Maddox e a mãe dos meninos também podem ganhar sua história; 4 – Vai acabar com Tyler tendo sua história, em “Beautiful Burn”, daí é o fim da linha pra os meninos Maddox. Choremos.

Assinatura Isa