TOP 100: Músicas que eu nunca paro de ouvir – Parte 6

tumblr_md6g95Pn3N1rzmmzqo1_1280

ELE VOLTOU! O TOP 100 está de volta com mais algumas das minhas músicas favoritas. Partes Um, Dois, Três, Quatro e Cinco, só para relembrar meus xodós.  A segunda metade vem com mais canções que são muito especiais para mim.

Preparadxs para apertar o play?

The Wire – HAIM
Uma banda de família, mas calma, não é o Hanson. As irmãs Haim são tudo de bom e fazem um som bem interessante. As conheci através do extinto (nas terras tupiniquins pelo menos…) 8 tracks. Elas tem essa pegada Indie, que eu adoro, e boas letras. Apesar de eu ter me tornado bem comunicativa nos últimos anos, graças a faculdade e mais outras coisas, ainda sinto que nunca falo na “Hora H”. Sou passiva agressiva e essa música me descreve perfeitamente, eu sempre bagunço tudo no final das contas…
“Mas me atrapalhei quando / Chegou na hora H”

Independent Woman Pt. 1 – Destiny Child
“ALL THE WOMEN WHO ARE INDEPENDENT / THROW YOUR HANDS UP AT ME”
Canto essa música desde que me entendo por gente. A citei no post “Carta para o amor que vai chegar” e a escuto toda vez que não me sinto muito confiante, quando preciso dar um uo na minha vida. Eu paguei meus estudos, meus próprios anéis e meus sapatos. Não preciso de ninguém para me dar garantia nenhuma sobre a minha vida. Sorry, not sorry.

Milk – THE 1975
Sim, eles estão como uma das minhas bandas favoritas. Dois anos depois e eu ainda estou chorando que a possibilidade deles virem para o Brasil é mínima. “Milk” é uma faixa escondida de um dos EPs da banda, o Sex. Não lembro como a encontrei, mas ela tem aquele ar de trilha sonora ou de clipe. A sensação que ela me dá é indescritível. Agridoce. Minha música favorita para escutar logo pela manhã.

Pass Me By – R5
Me julguem. Ainda assisto Disney Channel. Agora é só por causa dos filmes de quando eu era criança e fico muito triste em ver como o canal mudou. Agora a filosofia é apenas fazer dinheiro e o canal fica cada vez pior, mas alguma coisa ainda passa. Eu não sei muita coisa sobre essa banda, só que eles são irmãos e que o irmão que tem mais solos é uma das estrela do canal. A música tem cara de verão e não tem pretensão nenhuma. Me deixa feliz sem motivos. To de boa com ela.

Love Yourself – Justin Bieber
Não precisa nem me julgar. EU JÁ ESTOU FAZENDO ISSO. Essa nova fase do Justin Bieber não está ruim. AQUELA “SORRY” É UM CAMINHO SEM VOLTA! “Love Yourself” tem uma vibe mais calma, mas isso acho que se deve a co-composição do ruivo mais cute do mundo da música (Ed, seu lindo <3). Eu gostei da letra e ela casou um pouco com o período que eu me encontrei no começo desse ano, de várias formas diferentes. Seja para dedicar para alguém ou para mim mesma.

Hair – Little Mix
Vibe “grrrl power!” ainda. Não gosto das meninas do Little Mix (Principalmente da Perrie Edwards), mas elas tem talento. “Hair” é um hino do shade para o seu ex-boy. Você sabia que ele era um dick babaca. Ele te deixava louca (em todos os sentidos. Mas você não pode evitar se apaixonar por ele. Você só precisa das suas garotas e um corte de cabelo novo. Vai tudo ficar bem. O genial da música é que a letra deixa você preencher o “xingamento” (mais do que merecido) na sua cabeça. Sem culpa alguma. Porque ele era um (babaca) e você sabia.

Hair (Bonus Video Get Weird) – Little Mix from Me on Vimeo.

Lollipop – Mika
Essa é da época que eu tinha mais horas de MTV do que urubu de voo. Um clipe psicodélico foi o que me bastou para prestar atenção no inglês Mika e suas instruções sobre o amor. Minha parte favorita é a ponte, que no clipe tem um “lobo mau” pagando de rapper. Tenho vontade de aprender piano só para cantar essa música (outras também, mas isso não vem ao caso).

Stonger – Kanye West
Essa é de quando ele ainda não era (tão) babaca. Me sentia muito foda com essa música. Lembro dos óculos ridículos que ele usava e como eu era criança quando ouvia isso. O sample do Daft Punk deixa tudo mais atemporal e bom. Ainda está na lista de músicas para malhar.

Primadonna – Marina and The Diamonds
Ainda to na vibe Lollapalooza. Marinão ahazou! Essa é pra eu pagar de pseudo-indie (diferentona e barroca) com gosto. Primadonna fala com a garota mimada em mim, diretamente para o meu desejo de ser uma Blair Waldorf ou Cher Horowitz. Pra mim a faixa é muito bem produzida e os agudos de Marina são muito bons.

212 – Azealia Banks Feat. Lazy Jay
Mais uma música que me faz sentir mais cool do que eu sou na realidade. Vi essa música pela primeira vez no multishow. A batida de fundo, os versos rápidos e a ponte são muito boas. Uma das melhores músicas que já escutei.

Ta farofa demais essa parte do TOP 100, né? Nem ligo, aha. A Parte Sete vai ser uma edição especial, mais phyna: Músicas Clássicas, para eu relembrar os tempos de violino <3.

Assinatura Isa

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *