Papo de MoçaSkinny Love: Porque não nos declaramos para os amores platônicos?

skinnyloveEnquanto eu escutava a música “Skinny Love”, do Bon Iver, no domingo enquanto vagava pela inconsciência consciente, ficou uma questão em minha cabeça: Porque (quase) nunca nos declaramos para nossos amores platônicos?

  • Medo?
  • Insegurança?
  • Variadas Neuras Interiores?
  • A pessoa é comprometida?
  • Preguiça? (escuto suspiros indignados no fundo, hehe)

Sei lá! Vai que é possível, tem gente pra tudo nessa vida…

A música é sobre um “amor magro” que o autor deseja que dure mais um pouco. E indaga “quem vai te amar?” e várias outras coisas. Mas é sobre separação. Então porque circulam várias imagens na internet usando a expressão para um amor platônico?

skinny-love

“Quando duas pessoas são apaixonadas pela outra, são tímidas demais para admitir, mas ainda sim eles demonstram”

Review rápido da música: Eu adorei a letra, apesar dela ser amarga. A versão de Ben Iver é fria de um jeito bom, deixando a música bem agridoce mesmo. E tem um jeito único. Mas os covers também são muito bons. O meu favorito é da Birdy, que tem um tom bem melancólico e te congela até a alma. Ela é muito boa e talentosa, além de novinha, hehe

Logo depois abri o 8tacks e clico numa playlist qualquer que tem a foto da Taylor Swift. Qual a primeira música? You Belong With Me, mais uma música que gira em torno de amores platônicos. (Tipo, como você não vê que é meu, cara?) Até uma das minhas músicas favoritas dos últimos tempos, Sex do THE 1975, fala sobre amores platônicos, E O CARA TA DORMINDO COM OUTRA MENINA, VÉI! (Não sai da minha cabeça que o “She got a boyfriend anyway” é da mina que o cara tá catando no momento e que ela tem uma queda pelo tal cara, ele cego nem nota porque gosta da outra lá) Sem falar de Try Hard, do 5 seconds of Summer, que o carinha tenta ser alguém que não é pra ficar com uma menina que não faz ideia dos sentimentos dele.

Mas acho que isso é um grilo meu. Que nunca falo sobre a palavra com “A” pra ninguém querendo dizer isso realmente. Eu falo que realmente amo coisas, não pessoas. E quando falo pra minhas amigas, significa sorte sua que eu gosto de você. Talvez seja porque nunca tenha achado alguém que eu possa dizer isso realmente querendo dizer isso.

Mas vai por mim, a partir do momento que você admite para si mesmo que gosta de alguém a sua vida se torna um martírio. Agridoce ainda por cima. Você quer que dê certo, quer que você deixe de gostar da pessoa, que você suma da face da terra e tudo mais. Você quer que a pessoa te mande uma mensagem ou ligue, e quando ela faz você solta um: “NÃO VOU FALAR CONTIGO, SEU/SUA FDP/ DESGRAÇA!” (Faço isso direto…) E se a pessoa é comprometida? É PIOR!

(Acho que todos têm do dever moral de não julgar as pessoas se elas desejam que o relacionamento da sua Crush não dê certo, sendo ela famosa ou não. Sim, isso vale até pro gatinho do ônibus ou a mina do curso de sei lá-o-que que você faz e aquele ator/atriz de cinema totalmente badass)

1013169_4316687_lz

Eu te disse para ser paciente Eu te disse para ficar bem Eu te disse para ser equilibrado Eu te disse para ser gentil

Esse papo todo de se declarar tem dois lados: Você pode ser bem sucedido (ou sucedida) e BANG! Serem felizes para sempre, ou por quanto tempo durar a história toda. OU VOCÊ SE DÁ MAL, PRA CARAMBA. E precisa entrar no programa de proteção a testemunhas mais próximo de você ou comprar a primeira passagem pra Patagônia ou pro Nepal.

Isso não é um manifesto contra as pessoas que declaram seus sentimentos para a pessoa que gosta. Pelo contrário, você virar para alguém que você sinta algo além de um sentimento fraternal e dizer: Eu GOSTO de você; é a coisa mais corajosa do mundo. Mas vamos combinar: Isso não pode ser feito de uma hora pra outra, ou depois de um curto espaço de tempo se não seu interesse amoroso vai ficar tipo WTF? e/ou se afastar completamente. E isso é ruim pra você e pra pessoa.

E acredite por mais que o fora que você tomou tenha sido um corte rápido Tramontina, a pessoa ficou chateada. Se ela não ficou, ela não tem coração, e aí pessoa, não sei quem é pior, ela por ser uma sociopata ou você que é apaixonado (apaixonada) por alguém assim.

Mas será que alguém já se declarou pra alguém e foi bem aceito? Ou as coisas simplesmente aconteceram? Tipo ‘eu não digo que gosto de você, porém um dia vai lá e pá-pum’?

E se a pessoa sabe que você gosta dela? Comofas? Ou não faz?

Mas o que é pior? Um amor que nunca deu certo porque a oportunidade nunca lhe foi dada ou um amor que não foi bem sucedido por defeitos de ambas as partes?

E aí, meu camarada…

Quem vai te amar? Quem vai lutar? E quem vai ficar para trás?

Quem vai te amar?
Quem vai lutar?
E quem vai ficar para trás?

Assinatura Isa

One thought on “Skinny Love: Porque não nos declaramos para os amores platônicos?

  1. Rebecca

    E se a pessoa que você diz amar morresse hoje? Você aguentaria o fardo de nunca ter se declarado a ela?

    Reply

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *